Gravura Brasileira

Corpotopias - Ana Kesselring

Corpotopias - Ana Kesselring

De 24/6/2008 a 2/8/2008

Obras

Imprensa

Press Release

Baixar

“CORPOTOPIAS”

 

mostra individual de Ana Kesselring
Dando seqüência ao seu trabalho de mostrar o melhor da gravura contemporânea, a Galeria Gravura Brasileira inaugura a exposição “Corpotopias” com gravuras e desenhos de Ana Kesselring produzidos na França depois que a artista ali chegou há um ano e meio com bolsa da Fundação Armando Álvares Penteado até o momento quando desenvolve seu projeto de  Mestrado na Universidade Paris I.
Nestas obras a artista cria a partir de imagens de corpos humanos e de animais vindas da História Natural. Estas imagens são desconstruídas originando novas criaturas, híbridos de nós mesmos que questionam o desaparecimento do corpo enquanto identidade.  As obras são impressas em vermelho, cor do sangue e da vida, sobre papel artesanal do Nepal.
Serão mostrados cerca de 30 gravuras e 20 desenhos.

 

 

 

  

 

 

 

Sobre a exposição Corpotopias
"Corpotopias é o nome que dei à série de gravuras que venho realizando desde que vim para a França com uma bolsa da Fundação Armando Álvares Penteado, para fazer uma residência de seis meses na Cité des Arts há um ano e meio atrás. O trabalho continuou e se tornou objeto de pesquisa de Mestrado que realizo na Universidade Paris 1.
O nome vem de Corpo e de Topias, relevos topográficos. Tratava-se, no início para mim, de um corpo em camadas, idéia que foi se transformando com o desenrolar do trabalho. O nome também faz referência à idéia de projeto; é um corpo que se constrói aos poucos, numa alusão às maquetes e ao projeto arquitetônico.
As imagens de Corpotopias  vão se construindo paradoxalmente através da desconstrução de outras representações. Com isso quero dizer que desenho olhando para desenhos de anatomia humana ou de animais como borboletas ou pássaros, geralmente vindos da História Natural. No entanto, utilizo o que vejo parcialmente ou em fragmentos.
Como numa colagem, a partir destas imagens, tento reconstruir um corpo novo. Um corpo que é um híbrido de humano e animal, humano e vegetal, um corpo poético e fragmentado. Um corpo em mutação.
As gravuras vão se transformando nesse processo de desconstrução e reconstrução também pelos próprios processos a que são submetidas na gravura. São obras que se querem mais investigação que descoberta. Muitas vezes uma mesma chapa de cobre é re-trabalhada e alterada, sofrendo constantes mudanças conforme vou trabalhando; muitas vezes sobreponho impressões sobre uma mesma imagem.
Algumas das questões que me interessam hoje são a questão dos corpos fabulosos, dos corpos metamorfoseados e dos corpos monstruosos. Do corpo afinal em evolução e em plena transformação. Idéias que me parecem importantes também frente ao contexto em que nos encontramos de uma quase desaparição do corpo como lugar de identidade.
Neste trabalho, misturo as técnicas da água forte e da água tinta e imprimo sobre papel fabricado no Nepal. A escolha deste papel remete à fragilidade de nossa própria corporeidade. Trata-se de um papel muito fino que evoca a nossa própria pele.
O vermelho predomina nesta série; cor do sangue, da vida e que alude ao feminino.
O grupo de gravuras que chamo Corpotopias segue em crescimento e pesquisa, minha pesquisa.”
Ana Kesselring, Paris, maio 2008.


 


parágrafo do texto publicado na revista Speculum

Curriculum da artista

blog da artista Ana Kesselring

anakesselring.blogspot.com


 
“Corpotopias”, exposição individual de Ana Kesselring
Período Expositivo: de 24 de junho a 02 de agosto de 2008
Abertura: 24 de junho, terça-feira, 19h00 às 23h00

Copyright Gravura Brasileira

Rua Ásia, 219, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP 05413-030 - Tel. 11 3624.0301
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta: 12h00 às 18h00 ou com hora marcada

site produzido por WEBCORE