Gravura Brasileira

Trilingue ABC

Trilingue ABC

De 15/2/2001 a 10/3/2001

Obras

TRILINGUE ABC.
 

Exposição e lançamento do álbum de gravuras

Trilingue ABC -Gráfica Atual

Lucrecia Urbano, Cecília Mandrile, Andréa Juan, Armando Sobral, Cláudio Mubarac, Eliana Anghinah., Ernesto Bonato, Marco Buti, Giorgia Volpe, Mylene Gervais, Alain Fleurent, Jean F. Boisvert e Aline Beaudoin.
De 15 de fevereiro a 10 de março de 2001.

 

Palestras

Gravura Contemporãnea em Buenos Aires
Lucrécia Urbano e Andrea Juan

A experiência no Presse Papier
Alain Fleurent

O Atelier Piratininga
Ernesto Bonato, Armando Sobral e Eliana Anghinah

no Museu Lasar Segall
rua Afonso Celso, 362/388, Vila Mariana
dia 15 de fevereiro, 14h-17h

 

Workshops

Processos fotográficos na gravura- Andrea Juan e Lucrécia

na FAAP - rua Alagoas, 903
 

 

O projeto de intercâmbio Trilingue ABC - Gravura Atual realizado pelos ateliês Zona Imaginária (Argentina), Piratininga (Brasil) e Presse Papier (Canadá) acontece em 3 edições e inclui exposições, palestras e workshops. O objetivo é criar uma ponte de intercâmbio e reflexão sobre a arte contemporânea interrelacionando as realidades culturais dos países participantes tendo a gravura como meio de expressão. Sua primeira edição ocorreu na Argentina com a exposição Trilingue no Museu Municipal de Bellas Artes Genaro Perez na cidade de Códoba durante o mês de novembro de 2000. A mostra integrou o programa de exposições da I Bienal Argentina de Gráfica Latinoamericana. Como parte do projeto de intercâmbio Aline Beaudoin e Mylene Gervais do Atelier Presse Papier deram uma palestra sobre "Gráfica Atual em Quebec" e Ernesto Bonato e Armando Sobral, do Atelier Piratininga falaram sobre "Gravura Brasileira Contemporânea" ambas na Universidade Nacional de Córdoba para estudantes, professores e artistas. Na ocasião foi doado pelo Atelier Piratininga, com o apoio da Gravura Brasileira, um conjunto de 86 slides reproduzindo obras de 81 gravadores brasileiros além de catálogos à Biblioteca da Universidade de Córdoba. Faz parte do projeto o álbum com 12 gravuras originais dos artistas participantes no formato 20x20cm com tiragem de 35 exemplares. Após a edição brasileira o projeto Trilingue segue para Trois-Rivières em Quebec, Canadá em julho de 2001, onde serão realizados exposição, palestras e workshop na Association Presse Papier. A versão paulista inclui um programa conciso para aqueles que compartilham de um interesse pela gravura, além de confirmar a viabilidade de projetos autônomos geridos por artistas em parceria com instituições e empresas. Agradecemos em especial à Fundação Armando Alvares Penteado, ao Museu Lasar Segall, à Gravura Brasileira, à Air Canadá, à Cia. Suzano de Papel e Celulose e aos ateliês Zona Imaginária e Presse Papier.

texto elaborado pelo Atelier Piratininga, janeiro de 2001.

 

os ateliês participantes:

 Zona Inaginária

o Zona Imaginária é um espaço aberto e ativo de investigação, intercâmbio de experiências e de capacitação de artistas especialmente orientado para a gráfica e novas técnicas de gravura, oq ue levou suas fundadoras a buscar em universidades e instituições internmacionais do Canadá, Estados Unidos e Inglaterra, o conhecimento sobre a gravura não tóxica, fotogravura e arte digital. O grupo procura veicular sua produção no contexto da arte contemporãnea, investigar  e refletir sobre as novas tecnologias, a fotogravura não tóxica, a arte digital e multimídia. Realiza, ainda, intercâmbios com artistas através de seminários, cursos, workshops e conferências nacionais e internacionais. O Zona Imaginária foi criado em 1993 em Buenos Aires e está equipado com ampla infra estrutura para o desenvolvimento de atividades.

http://www.lucreciaurbano.com.ar/abc.htm

 

Atelier Piratininga

o Piratininga define-se atualmente como uma cooperativa de artistas. Esta concepção leva em conta a aproximação dos projetos pessoais com os coletivos, que se reflete na organização dos espaços e equipamentos visando facilitar o trabalho de todos conforme a necessidades de cada um, a partir dos princípios de clareza, simplicidade, mobilidade, liberdade e competência técnica. Estimula ainda o convívio e a troca entre os artistas e destes com seu meio. Dá suporte à difusão do trabalho artístico de seus integrantes bem como da arte brasileira em geral. Desenvolve projetos educativos autonomamente ou com instituições afins.Participa de projetos de intercâmbio nacionais e internacionais. Fundado em 1993 por um pequeno grupo de jovens, o Atelier Piratininga abrigou, até agora, dezenas de artistas em inúmeros projetos, seja trabalhando efetivamente em suas oficinas, seja participando de exposições coletivas, encontros, palestras, workshops, publicações e outras atividades desenvolvidas pelo Atelier.

 

Presse Papier

A Association Presse Papier é um centro de artistas voltado para a pesquisa e produção da imagem impressa oferecendo os meios necessários para a difusão de projetos de arte contemporânea. Localizada no Centro de Quebec, Canadá desenvolve um trabalho com tendência à interação e ao intercãmbio aberto. Para tal criou um programa de artista-residente destinado a profissionais das mais variadas áreas de atuação-literatura, fotografia, novas mídias, gravura e outros-aberto a todos os centros e países interessados. Desde sua implantação em 1979 o Presse papier passou por 4 etapas de desenvolvimento: a primeira e a segunda, cobrindo um período de 10 anos, foram dedicados a aquisição de equipamentos, à aprendizagem de uma organização coletiva de trabalho centrada na auto-gestão, ao aperfeiçoamento das habilidades técnicas da gravura e ao começo da difusão dos trabalhos dos artistas;a terceira etapa deu início à  irradiação nacional e internacional da Association propiciando a pesquisa, a criação e a produção de projetos coletivos; a quarta etapa de formação caracterizou-se pelo desenvolvimento de encontros interdisciplinares e, como consequência disso, o estímulo a projetos emergentes e inovadores. A abertura da gravura para outras linguagens conduziu-a à confrontação com  novos meios dando origem a diversas possibilidades técnicas de difusão de imagens.

http://sites.rapidus.net/atelier.presse.papier/

 


Zona imaginaria: Argentina: Lucrecia Urbano, Cecília Mandrile, Andréa Juan, Armando Sobral, Cláudio Mubarac, Eliana Anghinah.
Atelier Piratininga: Brasil:
Ernesto Bonato, Marco Buti, Giorgia Volpe, Mylene Gervais.
Presse Papier: Canadá: Alain Fleurent, Jean F. Boisvert, Aline Beaudoin.
Exposição: De 15 de fevereiro a 10 de março de 2001.

Copyright Gravura Brasileira

Rua Ásia, 219, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP 05413-030 - Tel. 11 3624.0301
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta: 12h00 às 18h00 ou com hora marcada

site produzido por WEBCORE