Gravura Brasileira

PÉLAGO - Paulo Penna

PÉLAGO - Paulo Penna

De 10/11/2009 a 12/12/2009

Obras

10 de Novembro a 12 de dezembro
Espaço Anexo

Paulo Penna

    

      

 

 

São Paulo, Piratininga, o seca-peixe, peixe seco. Tamanduateí, rio do Tamanduá grande, rio de muitas voltas. Lugares de rios sinuosos de margens maleáveis e suas várzeas. Rios, margens e várzeas que foram retificados e submersos.

Caminho pelas margens, várzeas, vales e montanhas submersos deste planalto. Caminho e comungo da ilusão de jamais me molhar ou me ferir no encontro com o solo sob meus pés ou com o céu sobre minha cabeça. Caminho até me deparar com o olhar que já não mais me olha. E ao fita-lo, perplexo, sinto que ainda me vê.

 


Paulo Penna vai mostrar uma série de xilogravuras a partir das metamorfoses de Ovidio, mais especificamente a partir do dilúvio.

É um projeto destinado à rua com xilogravuras de grandes dimensões em papel de lambe-lambe que serão coladas nos muros e paredes externas da galeria.

projeto do PAC, da Secretaria da Cultura da Prefeitura de São Paulo.

 

 

 

PAULO CAMILLO DE OLIVEIRA PENNA 
 

Copyright Gravura Brasileira

Rua Ásia, 219, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP 05413-030 - Tel. 11 3624.0301
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta: 12h00 às 18h00 ou com hora marcada

site produzido por WEBCORE